O Tempo - Chronos & Kairos


Há, em grego, dois vocábulos para descrever o tempo.

Chronos é o tempo medido pelos relógios. Tem a ver com a dimensão quantitativa do tempo. O tempo percebido pela sua passagem. Pela marcação das horas, dos dias e dos anos. Tempo sinônimo de relógio.

Kairós é o tempo experimentado pessoalmente. Tem a ver com oportunidades, com a qualidade que se atribuiu ao tempo. Uma experiência que transcende os medidores de horas e adentra o lugar da vivência. Tempo sinônimo de oportunidade.

A percepção do tempo chronos é feita pelas agendas. Por isso, em tese, deveria ser uma percepção imutável e exata. Percebida sempre pela quantidade de segundos ou minutos que uma experiência tem.

Mas não é bem assim. Há experiências que parecem ser um piscar de olhos. Há outras em que a sensação que temos é que são experiências que jamais acabam. Isso ocorre porque toda vivência está prenha do tempo kairós. Ou seja, as experiências não são apenas vividas, mas percebidas como melhores ou piores em razão da forma como estamos e como elas nos impactam.

É mais ou menos como se pudéssemos dizer que o tempo, em si, não existe. Quem existe é o eu. Um eu que vive num tempo. E desfruta dele positiva ou negativamente.

__________

(*) Ricardo Lengruber é professor. Doutor pela PUC Rio, tem livros e artigos publicados nas áreas de Educação, Religião e Políticas Públicas. Foi Secretário de Educação em Nova Friburgo, presidente da ABIB e é membro da Academia Friburguense de Letras. Visite www.ricardolengruber.com

#tempo #ricardolengruber #experiência #chronos #kairos

92 visualizações

+55 22 9 9996 1119

SIGA NAS REDES SOCIAIS
  • Facebook - White Circle
  • Branco Ícone Google+
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon
  • White SoundCloud Icon
© 2017-2018 Ricardo Lengruber - Rio de Janeiro - Brasil
SITE SEGURO