Immanuel - reflexões teológicas sobre o Natal


Olá, pessoal Bom dia Fui convidado pelo amigo Silvio Gomes para cooperar na organização de uma coletânea de textos sobre o Natal. Convidamos amigas e amigos para essa empreitada. E o trabalho ficou bem legal. São textos muito ricos e guardam a harmonia e a dissonância necessárias às boas músicas. Está disponível na Amazon o e-book https://www.amazon.com.br/dp/B07LDTRP5Y/. E a versão impressa https://www.amazon.com/dp/1791503624 Esperamos que todos gostem do resultado final. Abraços e Bom Natal. _______________ Prefácio Todo livro é uma espécie de declaração. É uma forma mais ou menos elaborada de se colocar diante do outro. Livros não são exatamente sobre isso ou sobre aquilo apenas. Além do tema, estão presentes, com força e destaque, o autor e o leitor. Nesse sentido, o livro é mais do que um meio através do qual se transmite uma mensagem, mas, ele próprio, é um diálogo em si mesmo; um encontro de pessoas e de ideias. O presente livro - Immanuel, reflexões teológicas sobre a encarnação - é uma declaração sobre um dos temas mais visitados na teologia cristã. Na verdade, mais do que uma declaração, é uma profusão de reflexões sobre as muitas portas e janelas que há para dialogar com o tema da encarnação. O livro é uma grande reunião de ponderações teológicas e exegéticas e, ao mesmo tempo, declarações de fé e de dúvida sobre o Natal. São dezoito artigos de treze autoras e autores, organizados em quatro partes. Como a reunião dos textos não obedeceu a critérios metodológicos intencionais, a estruturação do livro nessas quatro grandes partes é resultado espontâneo do tema escolhido livremente por cada autor e cada autora e, além disso, por uma espécie de comunhão de ideias, sem que para isso tenha havido algum planejamento. Cada uma das partes contém quatro textos, sendo o primeiro deles (nas quatro seções) de autoria de Luiz Longuini, que funciona como uma porta que se abre para o tema, uma voz que dá o tom das considerações e meditações que seguirão. Algo parecido com a dinâmica dos quatro Domingos do advento. A primeira parte - Voz à poesia, à música e à vida - tem textos de Edson Fernando de Almeida, Ricardo Lengruber e Cláudio de Oliveira Ribeiro. “A música divina do Natal” (Edson Fernando) inaugura as reflexões sobre o nascimento de Jesus na perspectiva da poesia. “A metáfora do Natal” (Ricardo Lengruber) segue a reflexão sob a lógica da teologia como linguagem metafórica. E “Eu vi o menino correndo” (Claudio Ribeiro) reflete sobre esperança, paz e justiça e sobre como são esses os valores fundantes da fé natalina. A primeira parte, diferente das demais, tem ainda dois outros textos. “Então é Natal”, de Alessandra Viegas, sobre o amor que renuncia e se aproxima; e “Amor irresponsável”, de Lilia Marianno, sobre a potência do Natal como símbolo da amorosidade. A segunda seção reúne os artigos de Marcelo da Silva Carneiro, Monique Carvalho e Levy Bastos. Todas as reflexões debruçam-se sobre o tema dos refugiados e das cada vez maiores ondas migratórias que povoam nosso tempo. São interpretações do Natal de Jesus à luz dos conflitos humanos. “Os magos e o muro” (Marcelo Carneiro) desloca a simbologia dos magos para a reflexão sobre os conflitos internacionais. “Aos estrangeiros, o Natal” (Monique Carvalho) salienta o lugar da mulher estrangeira no ministério e na mensagem de Jesus; uma espécie de Natal fora de época que, inesperadamente, inaugura uma forma inovadora de enxergar a fé na cultura. E “Natal, boa notícia para todos os povos” (Levy Bastos) assenta sua meditação sobre a beleza de ter Deus vindo morar conosco e de ter-se feito, ele próprio, um refugiado; e o quanto o destino de todos os refugiados do mundo nos toca a todos como humanidade. A terceira parte do livro - Voz à Maria - é composta pelas reflexões de Ricardo Labuto Gondim, Andreia Fernandes e Silvio Gomes. É um capítulo sobre gestação, anunciação e coragem. “A mãe” (Ricardo Gondim) é uma provocativa reflexão sobre o filho de Deus nascido na pobreza e a respeito das dificuldades e da coragem de Maria. “Maria, improváveis e impossíveis de mãos dadas com a esperança e a confiança” (Andreia Fernandes) medita sobre o anúncio angelical, a perplexidade do milagre, os sintomas da gravidez e todos os preconceitos que rondam a maternidade. E “O Natal de Maria” (Silvio Gomes) trata do papel de protagonista de Maria segundo o evangelho de Lucas e do quanto o Natal traz consigo a voz dos mais fracos. A parte IV - Voz aos oprimidos - reúne os textos de Silvio Gomes, Paulo Lockmann e Marcelo da Silva Carneiro. “O Natal dos meninos de Belém” (Silvio Gomes) faz uma instigante comparação entre o nascimento de Moisés e o de Jesus; e sobre o que significa compaixão no contexto de crianças perseguidas e mortas. “Natal” (Paulo Lockmann) reflete sobre como os propósitos de Deus podem ser manipulados pela própria classe religiosa. “A criança, a mulher e o dragão” (Marcelo Carneiro) propõe uma leitura a respeito do Natal a partir do livro do Apocalipse; sobre o desequilíbrio de forças entre um dragão e uma mulher em dores de parto. Uma última parte além das quatro que estruturam o livro reúne outros textos dos organizadores. “Natal, fé, política e mercado” (de Ricardo Lengruber) discorre sobre a simbologia do anjo Gabriel, sobre a simplicidade desconcertante do primeiro Natal, sobre as relações entre consumismo e religião e, por fim, sobre a dimensão política do Natal. E “O Natal de José. A chegada do Immanuel” (de Silvio Gomes) trata a respeito da profecia de Isaías 7,14 e sobre a simbologia do nome do Immanuel. Esse livro não é um tratado organizado sob os ditames da teologia clássica ou da exegese acadêmica, mas um esforço colegiado de declarar a potência da encarnação na vida e nos conflitos humanos concretos. O fio que une cada reflexão com as demais é, digamos, espiritual. Algo que tem a ver com intencionalidades e ancestralidades. Em outras palavras: de onde se vem e pra onde se deseja caminhar. O desejo das autoras e dos autores é que a leitura seja feita como o mesmo espírito dialógico que inspirou a escrita. Ricardo Lengruber & Silvio Gomes (org.) Nova Friburgo, Advento de 2018

Autoras e autores: Alessandra Viegas Andreia Fernandes Cláudio Ribeiro Edson Fernando Levy Bastos Lília Marianno Luiz Longuini Marcelo Carneiro Monique Carvalho Paulo Lockmann Ricardo Labuto Gondim Ricardo Lengruber Silvio Gomes

#natal #teologia #poesia #ricardolengruber

30 visualizações

+55 22 9 9996 1119

SIGA NAS REDES SOCIAIS
  • Facebook - White Circle
  • Branco Ícone Google+
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon
  • White SoundCloud Icon
© 2017-2018 Ricardo Lengruber - Rio de Janeiro - Brasil
SITE SEGURO