M(orte)


Morrem-se múltiplas mortes. Morte mutilada, maltrapilha, medíocre. Morte matada. Morte morrida mesmo.

Muitos morrem moribundos. Moleques, mucamas, menestréis, ministros morrem. Morte mínima. Morte máxima. Mística. Mítica. Minerva.

Muitas mortes mascaram milagres. Misturam minúcias modestas. Mesclam memórias monumentais, mínimos mimos.

Moços, mascates, migrantes.

Manobram mérito, mercê

Matreiros.

Mania, mesquinharia, malevolência.

Matam. Morrem. Mortificam.

Murmuram.

Mortes manejam medo. Monopolizam mágicas. Maldizem mesmices. Maximizam matizes. Ministram manhas. Mitigam miudezas.

Mortes mórbidas. Mortes multifacetadas. Morte. Método. Mercado. Mortes monótonas, mesquinhas, morosas. Mortes magnânimas, magníficas, maduras.

Moléstias modestas maledicentes. Mortes metáforas mudanças. Mortes midiáticas mercantilização.

Muros movidos. Murmúrios maliciosos maculam. Mortes mensuram. Migalhas mundanas machucam.

Manteiga, milho, mingau.

Medidas minguadas. Miúdas.

Mercado.

Mortes militantes. Magistrados, marqueteiros, meliantes, militares, metafísicos, messiânicos morrem. Matam. Meritíssimos, mendigos, mesmos méritos.

Mortes minimizam maquiagens. Mortes manipulam mágoas.

Meticulosamente miméticas.

Monossilabicamente más.

Mas ...

Morte.

Mistério.

Martírio.

Metamorfose.

#morte #finados #poesia #ricardolengruber

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo