Teologia e Discipulado


Minha esperança, ao ter conhecimento da fundação da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista no Rio de Janeiro, é poder alimentar de forma consistente a fé numa Igreja que consiga, realmente, estar no mundo e, mesmo não sendo dele, fazer com que o mundo conheça mais e melhor sobre Jesus e sua Boa Notícia.

Claro está que uma Igreja não se faz só de Teologia, mas, por outro lado, sem Teologia não se mantém de pé solidamente nenhuma Igreja.

Quando alimentamos a esperança em alcançarmos um milhão de pessoas, por exemplo, o fazemos porque sabemos que aquilo em que cremos e por quem vivemos não deve ficar guardado para um grupo seleto e pequeno de indivíduos. Há que ser alardeado aos quatro cantos, de modo que todos – absolutamente todos – possam ter a chance de saber da fé, da esperança e do amor que há em Jesus de Nazaré. Considero, inclusive, que um milhão seja apenas um marco, porque no fundo o que desejamos é que todos possam ter a chance de se encontrar com Jesus e com sua Palavra!

A razão de ser da Igreja está, exatamente, em sair de si; transbordar-se e, no caminho para fora, encontrar com um mundo cheio de carências e dores; uma sociedade viciada pela corrupção e pela ausência de solidariedade.

A Igreja – na sua jornada para o mundo – deve contrariar uma máxima sociológica que insiste em afirmar que organismos maiores envolvem e absorvem os menores; não deve ser o mundo que absorve e conforma a Igreja, ao contrário, o grande desafio evangelizador da Igreja de Cristo é ir ao mundo e confrontá-lo com sua precariedade e torná-lo mais humanizado e sensível à presença de Deus.

Mas isso não é fácil. A experiência que a Igreja Evangélica construiu na América Latina é, em geral, de negação do mundo. A Igreja tem insistido em criar um mundo à parte e a ele convidar alguns que estejam dispostos a migrar para fora de sua sociedade, de sua cultura, por vezes para longe do próprio convívio familiar.

Esse mundo à parte criado pela Igreja é, via de regra, um mundo de faz-de-conta. Um mundo onde a realidade da vida é maquiada. Onde o bem e o mal são artificialmente polarizados. Onde a benção e o sofrimento são frutos de uma relação de causa e consequência mecânica. Enfim, um mundo onde a possibilidade de frustração é frequente e, pior, inevitável.

Quantos há que têm na decepção com essa igreja o estopim para desertar e, mais grave, de cultivar uma resignação pela vida e um sentimento pessimista que impede que a felicidade aflore abundantemente.

Creio que a Teologia seja uma experiência de fé. E, como tal, uma alavanca para que a Palavra de Deus seja comunicada a esse mundo de modo a fazê-lo compreender a atualidade do Evangelho. Repetir por repetir a pregação secular da Igreja não nos levará a muito mais longe. O que há por ser feito pode ser realizado com o reforço de uma Teologia comprometida com a Igreja. Uma Teologia que saiba, com base na fé, falar ao mundo e a ele revelar a beleza da vida em Cristo.

No fundo, a missão da Igreja está para além dela mesma. A meta eclesial é cooperar para que o vento de Pentecostes alcance cada canto escondido desse mundo doente. Fazer com que o Reino de Deus se torne cada dia realidade mais verdadeira na sociedade.

Espero que nossa Faculdade de Teologia no Rio seja sal nessa terra, de modo a temperar as mentes com a verdade inquietante da Palavra que instiga à mudança; seja luz pelos caminhos ainda bravios que temos por trilhar, caminhos que nos levarão ao encontro das pessoas, de encontro com o pecado desse mundo vil.

Alimento a esperança que com mais Teologia exista menos preconceito com a Fé e que o homem e a mulher crentes em Jesus sejam vistos com mais respeito e reconhecimento, tanto por seu caráter, mas também por sua saudável fé inteligente e dialógica.

Talvez, creio assim, seja essa uma das muitas facetas do Metodismo: falar de Jesus de modo que o mundo saiba que Ele permanece vivo onde estamos aqui e agora!

Sei que não são um milhão de teólogos! Mas creio que seja possível uma multidão de discípulos de Jesus incomodados a viverem uma fé atual e atuante, estimulada por um grupo de pastores/as sensíveis à fé crítica experimentada na Teologia.

Deus nos dê forças para ajudar nossos jovens vocacionados a experimentarem a maior de todas as belezas da fé teologal: saber que Jesus está sempre conosco!

#teologia #fé #religião #ricardolengruber

3 visualizações

+55 22 9 9996 1119

SIGA NAS REDES SOCIAIS
  • Facebook - White Circle
  • Branco Ícone Google+
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon
  • White SoundCloud Icon
© 2017-2018 Ricardo Lengruber - Rio de Janeiro - Brasil
SITE SEGURO